6 dicas para comprar o guarda-roupa ideal

O guarda-roupa é uma das peças mais fundamentais para a organização de um quarto e também da casa. Ele deve combinar com a decoração que você quiser e ser do tamanho ideal para o seu cômodo. Além das cores que variam muito, a quantidade de gavetas e divisórias também é um diferencial.

 

A procura pelo armário perfeito às vezes não é tão fácil quanto pensamos, pois algumas questões precisam ser consideradas para que depois o arrependimento não bata à sua porta. Para que você acerte na escolha e evite futuras frustrações, separamos 6 dicas para você comprar o guarda-roupa ideal. Veja:

 

1. Espaço disponível para o móvel

 

Existem vários modelos diferentes de guarda-roupa disponíveis no mercado e por isso, o mais difícil é escolher qual comprar. Alguns quartos possuem um bom espaço para colocar um móvel grande, mas outras têm espaços reduzidos e precisam ser muito bem planejados.

 

Utilize uma trena para medir o espaço onde seu armário ficará, não se esquecendo de obter todas as medidas: altura, largura e comprimento. Ter real noção do espaço disponível fará toda a diferença na sua decisão. Se o espaço for muito reduzido, opte por portas de correr já que elas não obstruem sua área de circulação quando estão abertas.

 

2. O que você quer guardar

 

Tão importante quanto o espaço disponível, é a quantidade de coisas/roupas que você quer guardar e ainda, quantas pessoas irão utilizar esse guarda-roupa. Não adianta comprar um armário pequeno, se suas roupas não couberem nele, ou ainda se esse armário for dividido com outra pessoa.

 

Os modelos de duas portas são individuais por serem muito compactos. Os de quatro portas são ótimos para quem não precisa guardar nada além das roupas, dispensando lugares para acessórios e roupas de cama. Os maiores de seis portas são ideais para os casais.

 

3. Cores, estilo e design

 

É normal ter dúvidas em relação a cor do seu guarda-roupa e isso realmente é muito pessoal. Como diz o ditado popular, “gosto não se discute!” e você pode e deve usar a cor que preferir na composição do seu jogo de quarto.

 

Porém se não tem noção alguma de decoração e não quer fazer feio, a dica que damos para quartos pequenos, por exemplo, é se jogar nas cores mais claras, pois elas nos dão a percepção de um espaço mais amplo. Quanto ao estilo e design, se você não pensa em comprar outro armário pelos próximos cinco anos, a dica é escolher os modelos menos “enjoativos”, com linhas retas e sem muitas texturas.

 

4. Espaço interno

 

Analise bem a parte interna. Alguns modelos oferecem espaços bem democráticos e diferenciados com destaque para os calceiros, espaços para vestidos, prateleiras e etc. Portanto, se você for uma pessoa organizada, é interessante um espaço interno com essas divisões, pois facilitará a disposição das diferentes peças do vestuário.

 

5. Priorize as funcionalidades

 

Quanto mais funcionalidades o seu armário tiver, melhor. Especialmente se o seu quarto for pequeno, optar por modelos que venham com espelho, por exemplo, além de ser prático e funcional, ajuda na sensação de ampliação do espaço. Gavetas internas também é o “pulo do gato” no quesito funcionalidade quando não se tem espaço para uma cômoda.

 

6. Qualidade em primeiro lugar

 

Sim, a qualidade de um móvel diz muito sobre sua durabilidade. Se pra você, investir em um móvel de MDF ou MDP parecer caro, pense que o investimento compensa pois você terá um guarda-roupa que durará bastante tempo e não precisará comprar outro nem tão cedo.
Enfim, todos precisamos de um armário para deixar as coisas mais organizadas. A escolha do guarda-roupa precisa ser muito bem pensada e planejada porque geralmente esse é um investimento alto e duradouro. Cada pessoa tem um gosto e o que não faltam são opções no mercado.

 

Depois desssa chuva de dicas, aposto que ficou mais fácil escolher o guarda-roupas ideal!

Super beijos ♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *